Sobre

Itã

Havia um casal no Àiyé, ela filha de Iemanjá, ele filho de Ogum.

Já tinham vivido muitas aventuras, passado por muitos reinos com muitos afazeres diferentes, mas não se sentiam felizes. Não se sentiam completos, realizados. Por mais bem feita que fosse qualquer tarefa, era como se sempre faltasse algo.

Então, a filha de Iemanjá e o filho de Ogum resolveram procurar Ifá.

Explicaram que, apesar de todo o amor aplicado em seus afazeres em Àiyé, nunca sentiam uma realização completa. Mas precisavam continuar seu iṣẹ pois em Àiyé não se vive sem owo.

Nesse momento Ifá os aconselhou:

“Para serem felizes e se sentirem realizados, devem trabalhar com o que realmente amam do fundo de seus corações”

O casal pensou, procurou, buscou em toda parte mas só encontraram a resposta quando olharam-se, olho-a-olho. Conseguindo ver o coração do outro e, por consequência, o reflexo de seu próprio coração, perceberam que além de se amarem, tinham um outro grande amor em comum…a Umbanda!

O culto aos Orixás, o convívio com as entidades, o contato com o Òrun, o trabalho pelo próximo, o amor a natureza,

o calor do Sol e a imensidão do Mar,
o estrondo do Trovão e a luz do Raio,
a beleza da Cachoeira entre o verde das Matas,
o mistério do Lago em meio a Terra ancestral,
a força transformadora do Fogo na forja ardente,
as aves ao sabor do vento…

Todas essas coisas realmente fazem seus corações baterem mais forte!

Mas não podem fazer disso um trabalho, não podem obter owo daí. Como resolver? Obter seu sustento sem profanar o sagrado?

Foi então que resolveram ter uma filha, nascia Iemogum!

Decidiram contribuir com quem compartilha esse mesmo amor que eles têm pela religião produzindo belas peças para manifestar esta Fé!

Esta é a missão de Iemogum! Arte & Axé, com todo o amor!

Esta é nossa história, bem vindo à casa de nossa filha!

Com amor, de uma filha de Iemanjá e de um filho de Ogum.